Hoje, na capa do jornal Público, havia uma citação do Marcelo Rebelo de Sousa a dizer: Se os portugueses não derem maioria clara a ninguém [presume-se que nas próximas eleições legislativas], será um berbicacho para o Presidente — não percebo porque é que ele fala dele próprio na terceira pessoa e não sei o que significa berbicacho — explica-me se faz favor?

Falar de si próprio na terceira pessoa do singular deve ser resquícios da sua ex-profissão de comentador político... Em relação à expressão, ser um berbicacho significa o mesmo que ser um bicho-de-sete-cabeças, conheces esta?

Não, mas como é visual, dá para perceber que é uma situação complicada ou de difícil resolução.

Isso mesmo. A origem dessa expressão é uma lenda que fala de uma serpente com sete cabeças, chamada Hidra. Cada vez que lhe cortavam uma cabeça, esta renascia e por isso matá-la era uma tarefa extremamente difícil — daí o significado da expressão.

Já percebi. Então podemos usar as duas expressões no mesmo contexto?

Para te ser sincera, acho que não.

Mas acabas de me dizer que significam o mesmo...

Sim, porque achei que uma explicação visual era bem melhor do que uma verbal. Tu próprio admitiste que a imagem de um bicho com sete cabeças te ajudou a perceber o que é que a locução queria dizer...

Está bem, mas então diz-me quais são os diferentes contextos em que se usam uma e outra.

Quando dizemos que algo é um bicho de sete cabeças, estamos a descrever um problema ou circunstância complicada, mas que pode ser fruto da nossa imaginação — como as lendas que descrevem animais mitológicos que não existem...

Usamos esta locução sobretudo para dizer que a dificuldade com que nos deparamos pode não ser tão difícil de superar como acreditamos ou ser mais imaginária que real. Deixa-me dar-te alguns exemplos de uso:

A maioria das pessoas acha que a aritmética é um bicho de sete cabeças, mas na verdade é uma ferramenta muito importante para a nossa vida.

Aos 12 anos, tudo parece ser um bicho de sete cabeças, mas os anos passam e o que parecia um grande problema torna-se um mal menor ou algo insignificante.

O exame de acesso à universidade não é um bicho de sete cabeças. No início pode parecer insuperável, mas com estudo e perseverança conseguimos a nota que necessitamos para fazer o curso que queremos.

Já pensaste em fazer um vlogue? Olha que não é nenhum bicho de sete cabeças. Basta uma câmara, um microfone e um tópico interessante.

Ser um berbicacho é usado sobretudo para sublinhar a dificuldade, a complicação, a complexidade de algo, mas também o impasse, a contrariedade, a adversidade ou — como na frase do Marcelo — a crise que poderá surgir de uma determinada situação. Queres ser tu a dar exemplos para percebermos se percebeste?

Resolver uma questão de herança em tribunal é um berbicacho.

Os problemas de trânsito são um berbicacho de difícil resolução.

Esta pandemia está a tornar-se um enorme berbicacho.

Se não desconfinarmos antes do verão, o setor do turismo enfrentará um grande berbicacho.

 

 

BIBLIO
Carvalho, Sérgio Luís Nas Bocas do Mundo Planeta, Lisboa, 2010, 3.ª edição
Marcelo: "Se os portugueses não derem maioria clara a ninguém, será um berbicacho para o Presidente"

disponível em https://eco.sapo.pt/2021/03/09/marcelo-se-os-portugueses-nao-derem-maioria-clara-a-ninguem-sera-um-berbicacho-para-o-presidente/
último acesso a 28 de abril de 20221

 

OUTRAS EXPRESSÕES MENCIONADAS
ser um bicho de sete cabeças
ser um mal menor